• Vânia Penha-Lopes

DISPARIDADES RACIAIS NA EDUCAÇÃO NOS EUA



Publiquei este comentário, em inglês em 6 de março de 2012, referente a um artigo no site usnews.msnbc.msn.com sobre como os alunos negros e latinos são mais suspensos que os alunos brancos. A desigualdade racial na educação persiste em 2020 apesar de a Suprema Corte tê-la considerada inconstitucional em 1954 e o Ato dos Direitos Civis de 1964 ter instituído políticas de ação afirmativa no país.


**********


Quase 58 anos após Brown v. Secretaria de Educação, eis aqui prova para aqueles que pensam que os EUA são agora "pós-raciais". Não é só "mais disciplina" que os "alunos de minoria" sofrem; é menos aprendizagem, como a falta de exposição à física.


Essa defasagem remete a situação à profunda disparidade racial que caracterizou os EUA do fim da escravidão, passando pelas leis racistas ("Jim Crow" em inglês) e o debate que se deu entre os poucos intelectuais negros à época: W. E. B. DuBois insistia que os negros estudassem matemática, idioamas e os clássicos, não somente aptidões básicas, como Booker T. Washington pregava.


DuBois e Washington debateram a questão no fim do século XIX. Infelizmente, depois de mais de uma década no século XXI, o sistema educational dos EUA continua a privar os negros de uma formação decente.

14 views0 comments

Recent Posts

See All

(486) VINICIUS JÚNIOR FOI CHAMADO DE “MACACO” POR DANÇAR EM COMEMORAÇÕES | Entenda tudo! - YouTube Em 2007, quando estava no Rio fazendo meu pós-doutorado, fui com uma amiga ao Maracanã num domingo as

In the early 20th century, more precisely on February 12, 1909, the National Association for the Advancement of Colored People was born with the goal of combating the legal racial discrimination in vo

Nos primórdios do século passado, mais precisamente em 12 de fevereiro de 1909, nascia a Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor (National Association for the Advancement of Colored Peopl