top of page
  • Writer's pictureVânia Penha-Lopes

ALEIJADINHO (1738-1814)



A frase abaixo é de 20 de novembro de 2014. Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, filho de uma mulher escravizada e um português que o vendeu para saldar dívidas de jogos e o deixou de fora da herança, foi um brilhante escultor e arquiteto, embora tivesse sido acometido de uma doença que praticamente destruiu suas mãos. Lembro quando fui às Cidades Históricas, em Minas, e visitei uma das igrejas projetadas por ele em Ouro Preto. O guia apontou para a divisória entre o altar e o restante da igreja e nos disse que, quando fechada, formava um coração. O Aleijadinho tinha-a projetado assim porque sua própria mãe, enquanto escrava, era impedida de chegar ao altar. O formato de coração demonstrava o seu amor por ela.

**********


Em tempo: hoje faz dois séculos que o maior artista do barroco, o Aleijadinho, deixou a Terra, não sem antes nos legar obras maravilhosas.

20 views0 comments

Recent Posts

See All

1964, 60 ANOS DEPOIS

Que imagem postar sobre os 60 anos do Golpe de 1964? Uma foto das várias passeatas de estudantes contra o novo regime? Uma outra em que eles apanham da polícia? A foto das artistas na passeata contra

"SER NEGRO, AQUI E LÁ"

"Recordar é viver": Em 2008, a jornalista Flávia Tavares me entrevistou para um artigo publicado no Estadão sobre como brasileiros que moram nos EUA vêem a questão do racismo aqui e no Brasil. Forneço

Comments


bottom of page