• Vânia Penha-Lopes

ALEIJADINHO (1738-1814)



A frase abaixo é de 20 de novembro de 2014. Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, filho de uma mulher escravizada e um português que o vendeu para saldar dívidas de jogos e o deixou de fora da herança, foi um brilhante escultor e arquiteto, embora tivesse sido acometido de uma doença que praticamente destruiu suas mãos. Lembro quando fui às Cidades Históricas, em Minas, e visitei uma das igrejas projetadas por ele em Ouro Preto. O guia apontou para a divisória entre o altar e o restante da igreja e nos disse que, quando fechada, formava um coração. O Aleijadinho tinha-a projetado assim porque sua própria mãe, enquanto escrava, era impedida de chegar ao altar. O formato de coração demonstrava o seu amor por ela.

**********


Em tempo: hoje faz dois séculos que o maior artista do barroco, o Aleijadinho, deixou a Terra, não sem antes nos legar obras maravilhosas.

18 views0 comments

Recent Posts

See All

A ORIGEM DO MÊS DA HISTÓRIA NEGRA NOS EUA

Nos EUA, o mês de fevereiro é dedicado à história afro-americana. O texto abaixo é uma tradução do texto que escrevi há um ano, em inglês, sobre a origem dessa comemoração. A versão em português també

    Subscribe here to be part of a special community of readers that gets my chronicles directly in their e-mail box!

    Join my community

    Send me a message!

    Copyright © Vânia Penha-Lopes 2020. By Uyara Azevedo