top of page
  • Vânia Penha-Lopes

"I CAN'T BREATHE!" YET AGAIN

Updated: Oct 10, 2020

Acabei de ler um artigo sobre o assassinato de Muhammed Muhaymin, Jr., em Phoenix, Arizona, em 2017. Como a maioria dos muçulmanos nos EUA, Muhaymin era negro. Como Eric Garner três anos antes e George Floyd três anos depois, ele foi sufocado por policiais, apesar do seu apelo: "I CAN'T BREATHE!" (Não consigo respirar!). No caso de Muhaymin, a reportagem alega que os policiais ainda debocharam dele quando ele clamou por Alá.


Racismo, intolerância religiosa e abuso gritante de poder resultaram na morte de mais um homem negro.


Espanta-me meu desconhecimento desse assassinato. Se entre Eric Garner e George Floyd houve Muhammed Muhaymin, Jr., mas eu não soube, quantas outras vidas foram ceifadas sem eu saber? E quantas mais vidas terminarão do mesmo modo, apesar de tantas manifestações mundo afora?


Não vou postar o vídeo do assassinato, assim como me recusei a vê-lo. Se relatos sobre linchamentos já são chocantes o suficiente, imagens são perturbadoras ao extremo.

#blacklivesmatter #vidasnegasimportam

7 views0 comments

Recent Posts

See All

'Cor da pele não dá lugar de fala a ninguém', diz professora nos EUA - 15/10/2022 - UOL TAB Reproduzo abaixo a entrevista que concedi à jornalista Daniela Pinheiro, que foi publicada hoje no site do U

(486) VINICIUS JÚNIOR FOI CHAMADO DE “MACACO” POR DANÇAR EM COMEMORAÇÕES | Entenda tudo! - YouTube Em 2007, quando estava no Rio fazendo meu pós-doutorado, fui com uma amiga ao Maracanã num domingo as

bottom of page