top of page
  • Vânia Penha-Lopes

"LET FREEDOM RING"



Há 75 anos, a cantora lírica Marion Anderson cantou na escadaria do Memorial de Lincoln, na capital federal dos EUA, por incentivo da então primeira-dama, Eleanor Roosevelt.

Naquela época, a segregação racial era a lei em Washington, D.C. Por isso, a Srta. Anderson foi proibida de se apresentar num evento patrocinado pelas "Filhas da Revolução Americana" ("Daughters of the American Revolution"--DAR). Uma das componentes daquela organização, a Sra. Roosevelt, engajada que era com a causa pelos direitos civis dos negros americanos, ficou tão indignada que mandou uma carta se desligando da organização e promoveu um evento alternativo em que Marion Anderson cantou para todos, ao ar livre.

A DAR continuou a praticar a segregação racial até 1952.


Publicado originalmente no Facebook em 9 de abril de 2014.

2 views0 comments

Recent Posts

See All

'Cor da pele não dá lugar de fala a ninguém', diz professora nos EUA - 15/10/2022 - UOL TAB Reproduzo abaixo a entrevista que concedi à jornalista Daniela Pinheiro, que foi publicada hoje no site do U

(486) VINICIUS JÚNIOR FOI CHAMADO DE “MACACO” POR DANÇAR EM COMEMORAÇÕES | Entenda tudo! - YouTube Em 2007, quando estava no Rio fazendo meu pós-doutorado, fui com uma amiga ao Maracanã num domingo as

bottom of page