top of page
  • Vânia Penha-Lopes

TRAYVON MARTIN (1995-2012)



Crônica de 14 de julho de 2012, em que registrei minha reação ao veredito do julgamento de George Zimmerman, assassino de Trayvon Martin.


Acabei de ler nos murais de amigas americanas sobre a absolvição do assassino do menino Trayvon Martin na Flórida. A Flórida foi o mesmo estado sobre o qual Roy Wilkins, diretor executivo da Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor, disse em plena Segunda Guerra Mundial: "Tudo bem ser contra os bancos de jardim marcados 'judeus' na Alemanha, mas também ser a favor dos bancos marcados 'negros' em Tallahassee, Flórida" (minha tradução). Mais de 60 anos mais tarde, é como se o movimento pelos direitos civis dos negros nunca houvesse atingido aquele estado sulista que tem formato de revólver.

9 views0 comments

Recent Posts

See All

'Cor da pele não dá lugar de fala a ninguém', diz professora nos EUA - 15/10/2022 - UOL TAB Reproduzo abaixo a entrevista que concedi à jornalista Daniela Pinheiro, que foi publicada hoje no site do U

(486) VINICIUS JÚNIOR FOI CHAMADO DE “MACACO” POR DANÇAR EM COMEMORAÇÕES | Entenda tudo! - YouTube Em 2007, quando estava no Rio fazendo meu pós-doutorado, fui com uma amiga ao Maracanã num domingo as

bottom of page